Fale com o anunciante

CRECI: J43

CÓDIGO DO IMÓVEL: 248378

Auxiliadora Predial Imóveis
Contato enviado com sucesso

Desejo receber contato preferencialmente por:

Prefiro o contato no período:

Com o Crédito Imobiliário você compra seu imóvel residencial ou comercial, novo ou usado.


Estes são resultados iniciais. As taxas apresentadas possuem caráter meramente informativo. O VALOR DE FINANCIAMENTO MÍNIMO PARA SOLICITAR UMA COTAÇÃO É DE R$ 100.000,00

Valor financiado

R$ 800.000,00

Primeira Parcela

R$ 11.215,91

Última Parcela

R$ 3.147,47

Cobertura à venda com 2 quarto(s) e 123m² em Porto Alegre Centro Histórico, Porto Alegre - RS | Código 248378

A partir de R$ 648.000 (R$ 5.268 /m²)

2 Dormitório(s) 123m² 1 Vaga(s)
  • Tela Cheia
  • Galeria
    de Fotos
  • Mapa
  • StreetView
  • Traçar Rota
  • Ao Redor

Detalhes do Imóvel

Cobertura à venda com 2 quarto(s) e 123m² em Porto Alegre Centro Histórico, Porto Alegre - RS | Código 248378

A partir de R$ 648.000 (R$ 5.268 /m²)

2 Dormitório(s) 123m² 1 Vaga(s)
Mais Informações
Ícone área
ÁREA 123m²
Ícone Dormitórios
DORMITÓRIOS 2 Dormitório(s)
Ícone Vagas
VAGAS 1 Vaga(s)
Ícone Suítes
SUÍTES 1 Suíte(s)
Ícone Condomínio
CONDOMÍNIO R$ 550
Ícone apartamento por andar
APTS POR ANDAR 4 por andar
Ícone Condomínio
IPTU R$ 1200
Comparativo de Preços

Selecione ao lado a distância para ver a comparação de preços dos imóveis do mesmo tipo.

Descrição

Cobertura Triplex com 2 dormitórios, living para 2 ambientes com lareira, cozinha americana com área de serviço separada, 2 banheiros sociais, lavabo, deposito, terraço com churrasqueira e vista definida, apartamento bem arejado com ótima orientação solar, 1 vaga escriturada para até 2 carros. Agende sua visita com corretor desse e outros imóveis da Auxiliadora Predial pelo telefone que consta ao lado, estou disponível também no whatsapp. Um pouco da História do Bairro: O povoamento da região do bairro, situado ao sul dos antigos Altos da Matriz, iniciou no fim do século XVIII, quando foi aberta a Rua do Arvoredo. Nas décadas seguintes foram surgindo a Praia do Riacho (Washington Luís), a Varzinha (Demétrio Ribeiro), a Rua da Figueira (Coronel Genuíno) e a Rua da Olaria (Lima e Silva). Em 1845 foram abertas a Rua da República e Avenida Venâncio Aires, foi prolongada a Rua da Margem e foi urbanizado o Caminho da Azenha.[1] Em 1856 a Câmara propôs o arruamento de uma grande parte da região, considerando o rápido crescimento da população da área.[1] Contudo, os planos não se materializaram, e boa parte da Cidade Baixa permaneceu desabitada por vários anos, principalmente o trecho do antigo Areal da Baronesa entre as atuais ruas Venâncio Aires e da República. Consistia em um terreno baixo e acidentado, cortado por árvores e capões, que dificultavam o trânsito e facilitavam os esconderijos, abrigando tanto escravos fugidos quanto bandidos.[2] A implantação das linhas de bonde de tração animal no Caminho da Azenha e na Rua da Margem contribuiu para a urbanização do local.[1] A partir de 1880 novas ruas foram inauguradas, como a Lopo Gonçalves e a Luiz Afonso. A atual Rua Joaquim Nabuco também foi oficialmente aberta nessa época, sendo anteriormente conhecida como Rua Venezianos pois, se presume, embora não haja comprovação, que esta sediava o famoso grupo carnavalesco com o mesmo nome. De fato, o carnaval da Cidade Baixa era reconhecido e prestigiado na época, com destaque para os coros que movimentavam as ruas.[2] Características atuais Atualmente, o bairro se caracteriza pela grande quantidade de bares e é conhecido por ser o local preferido dos jovens e boêmios da cidade[3][4], principalmente nas ruas General Lima e Silva, República e João Alfredo.

Baixando...